Furação Irma: Turistas de SP enfrentarão o furacão dentro de parque da Disney

Publicidade

Família passará dois dias trancada em quarto de hotel em Orlando, na Flórida.

A chegada do furacão Irma aos Estados Unidos tem feito com que milhares de pessoas deixem a Flórida para outras partes do país. No entanto, nem todos vão fazer isso. É o caso, por exemplo, de turistas que já haviam marcado e pago viagem aos parques do estado americano. Muitos vão ficar os próximos dias trancados em quartos de hotéis, esperando a passagem do furacão.

A jornalista Carina Paiva, de Santos, no litoral de São Paulo, é uma dessas pessoas. Neste sábado (9), ela está com o marido e dois filhos no Animal Kingdom, da Disney, na cidade de Orlando. Segundo ela, os parques estão abertos, funcionando normalmente, e só fecham no domingo (10) e segunda-feira (11). No entanto, supermercados e outlets vizinhos fecharam já na sexta-feira (8), por volta das 18h, horário local.

“Estamos em um resort no complexo da Disney. Já abastecemos o quarto com água e comida, porque vamos ficar dois dias trancados. Não estamos em pânico, mas bem cautelosos”, diz Carina.

A família chegou ao país no último domingo (3) e volta ao Brasil na próxima quinta-feira (14). Será a primeira vez que enfrentam esse tipo de situação. “Não temos ideia de como vai ser, mas sabemos que temos de manter a calma. Afinal, temos duas crianças e não podemos passar insegurança para elas. A nossa esperança é de que ele perca força e chegue aqui apenas como uma tempestade”, conclui.

Previsão

A previsão de especialistas é de que o furacão Irma atinja a Flórida entre a madrugada deste sábado e o domingo. As autoridades americanas já ordenaram a saída de 6,3 milhões de pessoas da região, e preveem que o impacto na costa será “devastador”. O fenômeno já causou destruição no Caribe, com 25 mortes, e está em Cuba, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA. O Caribe também já está em alerta para a passagem do furacão Jose. Um terceiro furacão, o Katia, atingiu a costa do estado mexicano de Veracruz, no Golfo do México, na sexta-feira, mas já perdeu força e passou à categoria 1.

Fonte:G1

Comentários:

Publicidade

Click no banner e saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.